agosto 9, 2019

Curitiba ganha Campus de Inovação e Aceleração

by nrghub in Inovação, NRGHUB

O espaço contará com parceria do NRGHUB representando o cluster de energias renováveis

Será inaugurado no dia 12 de setembro, o CRIA – Campus Rebouças de Inovação e Aceleração, um espaço de 16 mil metros quadrados. Conectado ao Vale do Pinhão – celeiro inovador da cidade, localizado no bairro Rebouças, o CRIA nasce da necessidade de se ter em Curitiba um espaço inteiramente voltado ao empreendedorismo e inovação, com foco em soluções e práticas sustentáveis. Como parceiro do novo espaço, o NRGHUB representará o pilar de energias renováveis. “Para nós, é uma oportunidade única poder fazer parte deste novo empreendimento de inovação em Curitiba. É uma grande iniciativa aliada a um grande propósito de tornar as cidades cada vez mais humanas e sustentáveis. O CRIA será um dos principais ambientes de inovação (senão o principal) a oferecer soluções integradas para cidades do ponto de vista tecnológico, construtivo e energético. É uma oportunidade imperdível para que empresas possam expor suas tecnologias e explorar novas possibilidades de negócios”, diz Renata Abreu, fundadora do NRGHUB.

O CRIA aglutinará aceleração, troca de experiências empresariais, laboratórios e ensino num ambiente moderno, servindo de catalisador e impulsionador de tendências. “O CRIA é o primeiro empreendimento que vem trazendo a cultura de inovação e de tecnologia para o centro da reestruturação urbana. Você ter um ambiente com essa visão de futuro onde as empresas se desenvolvam economicamente vai fazer, com certeza, com que tanto o bairro Rebouças quanto a cidade de Curitiba, se desenvolvam”, diz a presidente da Agência Curitiba, Cristiane Alessi, no vídeo de apresentação do Cria.

O espaço, que contará inclusive com setor gastronômico e área para eventos, foi anteriormente, um galpão de indústria química. “O projeto é bastante sustentável, até pela própria reutilização do galpão, pelo tipo de iluminação, pelo aproveitamento de água da chuva… O conceito é todo inovador”, explica Gonzalo Serra, arquiteto responsável pela obra.

O CRIA tem ainda como curadores o iCities representando o cluster de cidades inteligentes para cidades e a RAC Engenharia representando o cluster e construção sustentável. Quem já faz parte do CRIA:


Trabalhamos para tornar as cidades  mais inteligentes.

Articulamos soluções  para a esfera pública, em conjunto com a esfera privada, a fim de desenvolver  novas concepções ao desenvolvimento  urbano e de promover uma melhor qualidade de vida aos cidadãos.  Apostamos na conexão de seis grandes  eixos: Empreendedorismo de Impacto (Startups),  Economia Criativa, Sustentabilidade,  Energia Limpa, Tecnologia  e  Conectividade.  Somos pioneiros  no  mercado  de cidades inteligentes e nosso know-how garante projetos práticos e eficazes.


Uma plataforma para encontrar, financiar e lançar o futuro.

Temos a missão de oferecer a empreendedores, investidores e corporações um ecossistema completo para que ideias sejam originadas e transformadas em negócios de sucesso

Temos a missão de oferecer a empreendedores, investidores e corporações um ecossistema completo para que ideias sejam originadas e transformadas em negócios de sucesso


Transformar a indústria da construção civil e cultura da sociedade em direção à sustentabilidade, utilizando as forças de mercado para construir e operar edificações e comunidades de forma integrada. E, garantir o equilíbrio entre desenvolvimento econômico, impactos sócio ambientais e uso de recursos naturais, contribuindo para melhoria da qualidade de vida e bem-estar das gerações presentes e futuras.


O WSI é um evento de apresentação e lançamento de novas tecnologias com a chancela EVEHX de qualidade.


Startup de Smart cities que pretende lançar prédios com Infra estruturas inteligentes, Energias renováveis e com modelo de construção sustentável, para atender a demanda das cidades inteligentes


Uma comunidade de práticas ligadas à temas da Governança para nova economia.


Fundo de participações, que tem como tese investimentos em startups e que aporta como SMART Capital práticas de governança para a nova economia.