julho 3, 2019

NRG Talks – União da Vitória

by nrghub in NRG Talks, NRGHUB

NRG Talks expande fronteiras e desembarca em União da Vitória

 

Em junho, o NRG Talks ocorreu em dose dupla e pela primeira vez fora da capital paranaense. Nos dias 13 e 14, o NRGHub, junto com a RHINO Comunicação e parceiros locais, levou o evento à União da Vitória, um bate-papo dinâmico que debateu assuntos relevantes, provocando e inspirando os participantes a adotarem práticas mais inovadoras e sustentáveis em seus negócios locais.

Iniciamos nossa visita à cidade na rádio local CBN Vale do Iguaçu, onde concedemos uma entrevista para reforçar o convite de participação nos dois encontros e falar sobre inovação e sustentabilidade.

Confira mais informações sobre como foram os encontros:

 

13 de junho – NRG Talks no Centro Tecnológico da Uniguaçu

O bate-papo contou com a presença de alunos e professores de cursos de arquitetura e algumas engenharias. Numa proposta mais dinâmica, o NRG Talks teve o objetivo de, literalmente, “tirar os participantes da zona de conforto” abordando temas como inovação, disrupção, sustentabilidade, indústria 4.0, compostagem industrial, entre outros assuntos.

“O NRGHub teve a intenção de inspirar os alunos a novas possibilidades de atuação profissional, seja na forma, seja no segmento. Não precisam ter medo de arriscar, pelo contrário, queremos fazer com que os jovens se desafiem e reinventem as próprias profissões pelas quais se dedicam nos dias de hoje”, afirma Renata Abreu, fundadora do NRGHub.

Membros e parceiros do NRGHub participaram do evento para compartilhar conhecimentos e experiências, não apenas profissionais, mas também pessoais. Marcos Lima, diretor e fundador da SM4RT Digital, falou sobre a digitalização da indústria e sobre o universo amplo da internet das coisas. Já Pedro Masiero, diretor da Lummi Energia e da CEOS, abordou aspectos relacionados à inovação e à disrupção e contribuiu com desmistificação desses termos.

“Também tivemos a presença, de forma digital, da startup FOHAT, que apresentou seu modelo de negócio voltado ao setor de energia, destacando de que forma as soluções que eles vêm desenvolvendo irão simplificar o mercado energético, principalmente do ponto de vista da comercialização e do consumo. Por fim, tivemos a presença de uma empresa bastante consolidada no mercado, o Grupo Andrade, que atua há 31 anos em gestão ambiental”, revela Renata Abreu.

Sobre nossos parceiros:

– SM4RT Digital: Empresa de tecnologia que habilita seus clientes para o mundo 4.0 através de soluções em IoT, Indústria 4.0, Inteligência Artificial e Big Data.

– LUMMI ENERGIA:  Fundada em 2016, tem o objetivo de viabilizar projetos de CGHs com mesma qualidade de UHE e PCH. Tornou-se uma empresa focada em trazer soluções inovadoras para todas as fontes de energia. Atualmente, além dos projetos tradicionais de PCH e CGH, atua como consultora para soluções em armazenamento de energia, geração distribuída, smart grid, entre outros.

– CEOS: Fundada em 2017, a empresa acredita que inovar é questionar o status quo e utiliza as técnicas de foresight para auxiliar organizações a se anteciparem às mudanças e construir futuros desejáveis.

– FOHAT: Empresa de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia para o setor de energia, que fornece soluções integradas com foco em otimização de ativos e digitalização da comercialização de energia, utilizando tecnologias como Blockchain, Tokenomics, Advanced Metering e Big Data.

– GRUPO ANDRADE: O grupo é composto por quatro empresas: a Andrade Engenharia Ltda e a Envlab Laboratórios Ltda, com sede em Curitiba/PR, e a Andrade Paulista e a Reciclex, com sede em São Paulo/SP. Todas as empresas têm como missão oferecer as melhores soluções de consultoria e processos e serviços ambientais a fim de minimizar os impactos ambientais e redução de custos das empresas.

 

14 de junho – NRG Talks com empresários

Neste dia, realizamos um café da manhã com encontro de negócios, que contou com a presença do prefeito de União da Vitória, Santin Roveda, bastante engajado em ações inovadoras e sustentáveis para o desenvolvimento econômico da região. Ainda esteve presente o deputado estadual Alexandre Curi.

Segundo o prefeito, o evento foi de fundamental importância para que ocorra troca de experiências e informações atualizadas sobre o que vem acontecendo no mercado. “Os empresários locais que pretendem inovar, investir em novas tecnologias e manter contato com diferentes perfis empresariais estiveram presentes no evento, assim como eu, juntamente com os jovens empreendedores de União da Vitória”, afirmou. Ele e toda a equipe de sua administração pública ainda reforçaram a importância de se prestigiar situações como o NRG Talks, que proporciona um encontro de pessoas que desejam o desenvolvimento de suas cidades e regiões.

Participaram ainda as seguintes empresas locais: Melo Advogados Associados, com destaque para a Dra. Maria Salette Rodrigues de Melo, patrocinadora do evento; Capimar, empresa produtora de erva-mate; Supermercados Macliv; Senac; ATEMA; Coletur; CBN; Lady Decor; e Minerallis.

A Dra. Maria Salette Rodrigues de Melo, advogada da Melo Advogados Associados, ressaltou a importância de se trabalhar os temas inovação e sustentabilidade de forma integrada. “Hoje, esses dois itens não podem andar separados. Quando se fala em inovação, devemos pensar em sustentabilidade e quando falamos em sustentabilidade, devemos também pensar nas energias renováveis e no meio ambiente de maneira inovadora.”

A advogada ainda comentou um ponto bastante importante:  o contato e aproximação com os centros de ensino e universitários. “É muito importante fomentarmos esses temas em nossa região, envolvendo os centros universitários e seus diversos cursos e projetos nessas áreas. E com isso, incentivar boas ideias para que possamos desenvolver nosso município oportunizando mais renda e empregos”, observou.

Um ponto bastante discutido no café da manhã foi a geração de energia, principalmente voltada ao aproveitamento hídrico. A Dra. Maria Salette destacou o grande potencial hídrico da região, em função da presença de cachoeiras. “Gostaria de ver esse recurso sendo explorado de uma forma eficiente e sustentável, servindo de atração urbana para novas empresas instalarem-se na região”, revelou. Ela também manifestou o desejo de receber uma nova edição do evento que explore essa questão hídrica de forma mais técnica, para que projetos possam ser desenvolvidos no Território Vale do Iguaçu.